EQUATORIAL: Veio para melhorar os serviços prestados ou as cobranças indevidas?

Consumidores buritienses reclamam e protestam cortes de energia na cidade

Por Portalburiti.com 07/11/2019 - 11:20 hs

EQUATORIAL: Veio para melhorar os serviços prestados ou as cobranças indevidas?
Recado do consumidor

Desde que assumiu a companhia de energia elétrica no Piauí, os buritienses indagam, vai melhorar ou não? Bem, até o momento o que temos presenciado são muitas negligências, serviço mal prestado e sequer uma nota explicativa por parte da mesma. As contas aumentaram de uma forma absurda e agora, equipes estão diariamente AMEAÇANDO cortes nas residências, algumas que estão com o vencimento da conta do fim de outubro estão correndo para as casas lotéricas efetuar o pagamento para não ter o famoso “corte”.

Código de Defesa do Consumidor defende que os serviços públicos, como o de fornecimento de energia elétrica, devem ser prestados de forma adequada, eficiente e contínua. Aqui podemos afirmar que qualquer cobrança por parte da companhia já não é válida, onde está a mesma eficiência que tem nas cobranças na hora de prestar os serviços? Onde estão os diversos ressarcimentos da empresa quando ficamos 12 horas (muitas vezes mais de 24 horas) sem energia? Perdas irreparáveis aos comerciantes, empresas públicas e privadas e ao próprio consumidor, que sofre com a perda dos produtos perecíveis, adiamento de eventos, eletrodomésticos queimados, dentre outros milhares de constrangimentos que o consumidor buritiense é obrigado a passar.

Com quantas contas de luz em atraso podem cortar a energia?

Não existe uma quantidade mínima de contas em aberto que permita o corte, desde que avise o consumidor com 15 dias de antecedência (muitos nem recebem a conta para pagar, tem que imprimir através do site da companhia como seria avisado?). Caso a empresa não mande o aviso, o corte será indevido e a empresa pode ser obrigada a pagar uma indenização ao consumidor, mesmo que a conta não tenha sido paga. Está acontecendo que uma equipe passa avisando e dando “duas horas” para a efetuação do pagamento, caso contrário outra equipe passa realizando o corte. Porquê não temos “Equipes com tamanha eficiência” na hora de realizar reparos? Perguntas difíceis que dificilmente teremos resposta.

Qual é o prazo para o corte de energia após o aviso?

A empresa terá um prazo mínimo de 15 dias para efetuar o corte a partir do aviso prévio, mas só poderá efetuá-lo no prazo máximo de 90 dias, após o vencimento da conta. Se passar esse prazo, não poderá mais cortar a luz e o débito só poderá ser cobrado na Justiça ou administrativamente. 

Um consumidor indignado com o aviso repentino de corte, com apenas uma conta deixa comprovante de pagamento e recado para a equipe de corte, confira!!

"Não existe corte para 1 talão, conheço meus direitos. Código do consumidor"

Edição: portalburiti.com

Por: Júnior Morais